Vem aí a 35ª Coxilha Nativista de Cruz Alta

423

 

Madrugador, título vencedor da 34ª Coxilha Nativista 2014

Marcada pelo grande público no Ginásio Municipal de Cruz Alta todos os anos, vem aí mais uma edição, a 35ª Coxilha Nativista, de 29 de julho e 01 de agosto.

O festival é considerado um dos mais importantes eventos da música do Rio Grande do Sul, um marco na história dos festivais, realizado de forma interruptamente desde 1981, uma referência para quem vê na música uma oportunidade de crescimento e projeção artística.

O festival deste ano irá manter em sua programação eventos paralelos no Parque de Exposições como o concurso de trova Mi Maior de Gavetão, tertúlias livres, a competição de jogo de Truco, o rodeio, a Coxilha Piá, que este ano chega a sua 31ª edição, e o tradicional Baile da Coxilha, que marca o encerramento do evento.

 

Mais de 900 composições enviadas nesta edição

A Comissão avaliadora processou em sua triagem mais de novecentas composições enviadas para a 35ª Coxilha Nativista. O trabalho foi executado por cinco personalidades reconhecidas do meio musical nativista: Rodrigo Bauer (São Borja), Marcelinho Carvalho (Cruz Alta), Jairo Lambari Fernandes (Cacequi), Ita Cunha (São Gabriel) e Régis Coradini (Cruz Alta).

A Comissão Julgadora teve o trabalho de pré-selecionar, dentre as composições inscritas, vinte na Fase Geral e dez nas categorias, local, piá taludo e piá. Os jurados consideraram como fins de classificação a letra, melodia, arranjos, desempenho e interpretação das músicas.

 

CONFIRA AS COMPOSIÇÕES QUE IRÃO CONCORRER NA 35ª COXILHA NATIVISTA

 

 

 

Veja nossas galeria de fotos e nostícias das edições passadas da Coxilha Natitivista, ciclando aqui.

Fonte: Assessoria de Imprensa Pref. Mun. Cruz Alta

Edição: Manka News