189Não podia ser melhor. A seleção brasileira estreou neste sábado na Copa das Confederações de 2013 com uma boa vitória por 3 a 0 sobre o Japão. Jogando no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o time comandado por Luiz Felipe Scolari demonstrou maturidade e um bom futebol para os torcedores. Os gols da partida foram marcados por Neymar e Paulinho, ambos aos 2 minutos de cada etapa, e Jô aos 47 minutos. Na próxima quarta-feira (19), os brasileiros encaram a seleção do México, às 16 horas, no estádio do Castelão, no Ceará.

PRIMEIRO TEMPO

Logo aos 2 minutos Marcelo fez cruzamento para a grande área, o atacante Fred escorou de peito para Neymar, que mandou uma bomba de fora da área e abriu o marcador. Com 5 minutos Honda bateu falta de muito longe e assustou o goleiro Julio César. Aos 18 minutos Honda driblou David Luiz e bateu de fora da área, Julio César defendeu em dois tempos. Três minutos depois Daniel Alves fez tabela com Hulk que invadiu a área e cruzou rasteiro. A defesa do Japão afastou. Com 40 minutos Hulk soltou a bomba de fora da área e a bola passou raspando a trave esquerda. Dois minutos depois Fred recebeu bola na entrada da área e bateu firme, o goleiro espalmou.

SEGUNDO TEMPO

Mal havia começado o segundo tempo e o Brasil ampliou, novamente aos 2 minutos. Após cruzamento da direita feito por Daniel Alves, Paulinho dominou a bola e bateu para ampliar. Com 25 minutos da etapa final a partida perdeu intensidade, porém o Brasil foi superior. Aos 26 minutos Maeda arriscou de fora da área e Julio César defendeu. Antes de ser substituído aos 34 minutos, Fred deu boa cabeçada após escanteio. Aos 47 minutos Jô decretou o resultado final. Após receber passe de Oscar ele avançou e bateu para o fundo das redes.

3 Brasil
Julio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar e Hulk (Hernanes); Fred (Jô) e Neymar (Lucas). Técnico Luiz Felipe Scolari.

0 Japão
Kawashima; Uchida, Konno, Yoshida e Nagatomo; Hasebe, Endo (Hosogai), Kiyotake (Maeda) e Honda; Kagawa e Okazaki. Técnico Alberto Zaccheroni.

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília. HORÁRIO – 16 horas. ARBITRAGEM – Pedro Proença, auxiliado por Bertino Miranda e Jose Trigo.