Na última semana, o Secretário Municipal de Desenvolvimento Rural de Cruz Alta Airton Carlos Becker esteve acompanhando a colheita da safra 2013/2014 de milho irrigado numa propriedade da empresa Sementes Aurora. O objetivo da visita foi para acompanhar os resultados que a irrigação tem trazido para os produtores locais.
O forte investimentos dos produtores em irrigação vem mostrando resultados positivos na nossa região. A propriedade visitada pelo Secretário investiu em tecnologia e agricultura de precisão e o resultado é um híbrido de milho de alta qualidade. Nesta lavoura foi separada uma área não irrigada e os resultados foram de 140 sacas por hectare, e apesar do resultado ser satisfatório, a média da área irrigada foi de 240 sacas por hectares, um resultado significativamente melhor. “Nesta safra tivemos regiões com escassez de chuva de até 30 dias, o que prejudicou muito os agricultores, portanto conseguir média de 140 sacas no sequeiro é muito positivo” salienta o Secretário.
Atualmente os produtores podem contar com programas como o Mais Água Mais Renda que incentiva a irrigação das lavouras gaúchas. Segundo o Airton, apesar os programas de incentivo os produtores tem enfrentado algumas dificuldades para aumentar a área irrigada ou ainda começar na irrigação devido a qualidade na energia elétrica. Segundo relatos de produtores em alguns locais tem havido oscilações na tensão, o que acaba prejudicando a qualidade da irrigação. “É função dos governos federal, estadual e municipal aumentar os investimentos e incentivar cada vez mais a irrigação, porque os resultados são positivos não apenas para o produtor, mas sim para toda economia dos setores comercial, serviços, indústria, fazendo com que toda a cadeia do agronegócio consiga melhores resultados” afirmou o secretário.
A Secretaria de Desenvolvimento Rural está disponível para os produtores que desejam auxílio em investir em irrigação, contando com o Setor de Meio Ambiente que pode realizar projetos de liberação ambiental, pivots de irrigação para áreas de 50 hectares também podem ser realizados na Secretaria, além de orientações para os produtores de quais os caminhos possíveis de realizar o licenciamento ambiental.

Fonte: @scom – Pref. Mun. Cruz Alta.
Edição: Manka News