Inter de Forlán saiu perdendo, mas buscou o empate no final
Inter de Forlán saiu perdendo, mas buscou o empate no final
O Inter entrou em campo pressionado na noite desta quinta-feira. Atuando no estádio do Vale, em Novo Hamburgo, a equipe jogava em busca da conquista da vaga nas semifinais da Copa do Brasil e, como disseram os próprios jogadores durante a semana, pela garantia da permanência de Dunga no comando técnico do time. No final, após muita luta no segundo tempo, o empate em 1 a 1 com o Atlético-PR deixou a decisão da vaga em aberto para o segundo jogo, em Curitiba.
Os primeiros minutos de jogo já anunciavam que seria uma partida tensa para o torcedor colorado. Errando muito na defesa, o Inter permitia que o Atlético-PR chegasse com perigo ao gol de Muriel. Não demorou muito para o Furacão abrir o placar. Aos quatro minutos, Paulo Baier cobrou falta na frente da área, a bola desviou na barreira e deixou o arqueiro vermelho “vendido” no lance.
Depois do gol, a defesa da equipe gaúcha seguiu se atrapalhando sozinha, mas o time passou a se dominar o campo adversário. Josimar arriscou de fora da área aos 14 minutos na primeira tentativa dos donos da casa. Aos 21, Jorge Henrique cruzou da esquerda, Leandro Damião matou no peito dentro da área e tentou a bicicleta, mas o arremate saiu fraco e foi parar nas mãos do goleiro Weverton.
O Atlético-PR apostava na velocidade do atacante Marcelo, em jogadas em profundidade, nos contra-ataques. Aos 28, Forlán tentou chute de longe e exigiu boa defesa do goleiro rubro-negro. No minuto seguinte, Ederson perdeu chance clara de gol ao ficar cara a cara com o goleiro do Inter e chutar para fora.
O resultado parcial negativo gerou manifestações da torcida colorada em diversos momentos da primeira etapa, cobrando, principalmente, de Damião, que errou algumas jogadas em sequência.
O Inter voltou para os segundo tempo com duas modificações: Otávio no lugar de Josimar e Scocco substituindo Leandro Damião. A um minuto e meios dois novatos em campo mostraram seus cartões de visita. Otávio cabeceou de costas após cruzamento de Forlán da esquerda e acertou o travessão, no rebote Scocco só não marcou porque Weverton fez grande intervenção. 
Com sangue novo, o Colorado passou a pressionar os paranaenses. Aos 10, Scocco voltou a levar perigo ao gol do Furacão com chute de fora da área. Aos 18, Juan só não marcou de cabeça em razão de uma defesa milagrosa do goleiro do Atlético-PR.
Aos 23, Caio entrou no lugar de Forlán, dando ainda mais velocidade ao ataque do Inter. Aos 31, um minuto depois de Muriel ter evitado o segundo gol de Paulo Bayer em outra cobrança de falta, Caio criou grande chance ao arrancar em velocidade pelo meio, entrar na área pela direita e chutar cruzado, com perigo, mas para fora.
Aos 39, João Paulo foi expulso com o segundo amarelo após tocar a mão na bola. Com isso, o Inter avançou ainda mais. O esforço dos jogadores colorados foi recompensado aos 43 minutos. Otávio aproveitou falha do zagueiro Manoel e chutou forte, no alto, para empatar o jogo.
A partida da volta, que decidirá quem pega o vencedor de Grêmio e Corinthians nas semifinais, será no dia 23 de outubro, às 21h50min, na Vila Capanema, em Curitiba.
Fonte: JC