2

Esta semana é de intensa programação com audiências e atos públicos em defesa da filantropia da Emater, motivo pelo qual o Grupo de Trabalho Rede Leite está convidando a todos para participar do ATO PÚBLICO que acontecerá no dia 6 de dezembro das 10h as 11h30min, na Câmara de Vereadores de Cruz Alta.
Rosane Félix, integrante do GT, ressalta que é de suma importância a presença de todos, em decorrencia das relações insterinstitucionais. Salientando que no dia comemora-se o Dia Nacional da Extensão Rural.

O grupo participou da Audiência Pública em Defesa da Assistência Técnica e Extensão Rural e Social prestada pela Emater/RS-Ascar, em Porto Alegre na última segunda-feira (02.12). Na ocasião, foram apresentadas a aprovadas as moções de apoio à manutenção do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social da Ascar, assinadas de forma unânime pelo Conselhão (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social – CDES-RS ), pela Famurs e pelos participantes do VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia.

 1

CARTA PARA JUIZ FEDERAL

Após o encerramento, Lino De David e os deputados das Comissões de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo e de Cidadania e Direitos Humanos, além de representantes dos autores da Ação Popular em Defesa da Ascar entregaram a Carta da audiência Pública em Defesa da Assistência Técnica e Extensão Rural e Social ao juiz federal Alexandre Rossatto da Silva Ávila, da 14ª vara federal, que se manifestou contrário à liminar que mantinha o Cebas/Filantropia da Ascar.

“Se a Emater fechar as portas, até o Estado se organizar nesse atendimento aos agricultores familiares e ao público empobrecido que vive no meio rural, serão anos de prejuízo para a economia gaúcha e o desenvolvimento do nosso Estado”, lamenta o secretário estadual Ivar Pavan, ao antecipar o desejo de que o Judiciário julgue o mérito da ação. “Precisamos de uma decisão definitiva para fortalecermos o trabalho no campo”, disse Pavan.

Para De David, “apesar da resistência do Judiciário, do Ministério Público e da Receita Federal, tenho convicção de que as lideranças de todo o Estado estão unidas nessa causa que beneficia as famílias mais necessitadas do campo”, disse, ao agradecer a força e a unidade suprapartidária demonstrada na Audiência Pública.

Na entrega do documento ao juiz federal, De David observou que o juiz teve acesso a informações que não tinha e que “se mostrou receptivo”. “Pedimos a reanálise de seu parecer e o juiz ficou de analisar o processo à luz da lei”, disse. O juiz federal Alexandre Rossatto da Silva Ávila afirmou que não está em questão a relevância do trabalho da Emater/RS-Ascar, e disse que sua análise é técnica.

Uma audiência com a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, será realizada na próxima quarta-feira (04.12).

 

Fonte: GT Rede Leite/EMATER/RS-ASCAR