87O Brasil derrotou o México por 2 a 0 nesta quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza. Neymar e Jô marcaram os gols da vitória. Com o resultado, o Brasil pode conseguir uma vaga para as semifinais da competição. Para isso, precisa torcer para que a Itália perca para o Japão, em partida que ocorre às 19 horas.
O jogo
O Brasil saiu na frente aos 8 minutos de jogo com um golaço. A bola sobrou para Neymar que, de dentro da área, chutou de canhota sem chances para Corona. Cinco minutos depois o goleiro mexicano salvou o país de tomar o segundo. Daniel Alves tentou um cruzamento, mas a bola foi direto no ângulo. 
Outra boa chance de gol veio aos 22 minutos do primeiro tempo. Fred passou para Neymar, que dominou no peito, driblou dois e chutou raspando no travessão.
Aos 34 minutos, David Luiz subiu para interceptar um cruzamento na área, mas acabou atingindo Thiago Silva, que cai no campo com o nariz sangrando. O jogador precisou deixar o campo em uma maca. Ele chegou a voltar ao gramado, mas teve que sair novamente devido ao sangramento.
As equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações. David Luiz, mesmo com sangramento no nariz, retornou ao gramado para a etapa complementar. Logo no primeiro minuto o Brasil marcou, com Thiago Silva, mas o juiz marcou impedimento. No início do segundo tempo o time de Felipão teve mais dificuldades de jogar, ficando mais na defensiva e esperando o México chegar, administrando o resultado positivo.
Aos 9 minutos, Hulk recebeu de Neymar na área, e livre, chutou para fora. No minuto seguinte, Neymar chutou cruzado para frente do gol, mas ninguém conseguiu chegar para finalizar. Felipão fez a primeira modificação aos 16 minutos do segundo tempo. Oscar saiu para a entrada de Hernanes.
Neymar chegou com perigo aos 20 minutos. Após receber de Paulinho, o atacante chutou no cantinho para defesa de Corona. O México assustou a defesa brasileira aos 35 minutos, em belo cruzamento de Barrera. O ataque mexicano, no entanto, não conseguiu aproveitar de cabeça.
Aos 38 minutos Fred saiu para a entrada de Jô, e foi com ele que o Brasil ampliou, aos 47 minutos da etapa final. Neymar chegou pela esquerda, driblou dois mexicanos e tocou para o jogador do Atlético-MG, que mandou para a rede.
Escalações
Brasil
Julio César, Daniel Alves (cartão amarelo), Thiago Silva (cartão amarelo), David Luiz, Marcelo, Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar (Hernanes), Hulk, Fred (Jô) (gol) e Neymar (gol).
México
Corona, Gerardo Flores (Herrera) (cartão amarelo), Francisco Rodríguez (cartão amarelo), Héctor Moreno, Salcido, Torrado, Guardado (cartão amarelo), Jorge, Torres, Giovani dos Santos, Mier e Chicharito.
Clima tenso
Protestos tomaram as ruas de Fortaleza a cerca de dois quilômetros do estádio. A manifestação começou pacífica, mas acabou em tumulto.
A marcha foi interrompida por um bloqueio policial, que impediu as pessoas de se aproximarem do estádio sem ingresso. As principais vias de acesso ao Castelão estão bloqueadas desde a manhã desta quarta.
Sem protesto durante o hino
Uma mensagem circulou as redes sociais nesta semana pedindo que as pessoas cantassem o hino nacional de costas. Isso não aconteceu na Arena Castelão. O hino nacional foi executado e cantado normalmente.
Precariedade
Mesmo os torcedores que pagaram pelos lugares mais caros do Castelão sofrem com a falta de bebida e comida. A cerca de uma hora do início da partida entre Brasil e México, várias pessoas começaram a se queixar do problema. Todos os bares do anel superior do estádio estão com estoques esgotados.
O curioso é que, a uma hora da partida, boa parte dos torcedores nem tinha entrado para os seus lugares. Os funcionários dos bares dizem que não há previsão para a reposição de comidas e bebidas.Um dos torcedores chegou a pegar um elevador, em busca de outro bar, em outro setor, para comprar uma cerveja. Sem sucesso. Voltou de mãos abanando. 
O problema já foi registrado na estreia do Brasil contra o Japão, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

 

Fonte: LANCEPRESS!