Equipe de Cruz Alta criou boas chances, mas parou no inspirado goleiro Mauricio.

O Milan repetiu o feito do ano passado: superou a ACAF jogando dentro do Ginásio Municipal. Na primeira ocasião, os dois times disputavam a segunda fase do Estadual Série Prata 2013 e os visitantes venceram por 3 a 2. Desde então, a equipe de Cruz Alta havia perdido apenas uma partida em casa e estava invicta há seis partidas. Ontem (25) a equipe de Cruz Alta novamente foi superada pelos rubro-negros. O resultado de 4 a 3 foi construído graças a Kailon, autor de três gols, e do goleiro Mauricio, que parou as oportunidades de gol criadas pela ACAF.

Foto: Lucas Padilha
Foto: Lucas Padilha

O técnico Canca escalou a ACAF para o início da partida com Murilo, Léo, Kiko Gardin, Pablo e Gugu. Apesar do entrosamento apresentado pelos áureo-cerúleos nos primeiros instantes, foi o Milan quem abriu ao placar com Kailon, aos quatro minutos. O susto levou o treinador a colocar Marcelo Mineiro e Murilo Santos, estreante em Cruz Alta, em quadra. O empate veio aos nove com Léo, após receber passe preciso de Ademir. A torcida ainda comemorava o gol quando novamente Kailon, aos 10, deixou os Lagoenses na frente. Na sequência, Picolé acertou a trave do goleiro Murilo Schulz e quase ampliou para os visitantes. Canca fez pedido de tempo e a ACAF voltou para a quadra buscando manter o domínio da posse de bola. As principais chances de empate foram criadas aos 18 minutos com finalizações de Giovane e Ademir, mas o placar permaneceu 2 a 1 para o Milan na ida para o intervalo.

Com uma postura mais agressiva dentro da quadra, a ACAF pressionou nos primeiros minutos e teve chances com Léo, Pablo e Kiko Gardin, todas defendidas por Mauricio. Entretanto, aos quatro minutos, Picolé fez mais um para o Milan em cobrança ensaiada de falta. Dois minutos depois, Kiko Gardin fez grande jogada e deixou Gugu livre para descontar. A pressão da ACAF continuou na metade da segunda etapa: em um dos lances, Ademir acertou o travessão em chute de longa distância. Mas Kailon, aos 11, recebeu passe da intermediária e marcou o seu terceiro gol na partida. A equipe de Cruz Alta não desanimou e, no minuto segunte, Gugu levou a melhor em um lance confuso na área do Milan e marcou novamente para a ACAF. Canca percebeu o bom momento e promoveu a estreia do ala Dida para impor ritmo de jogo. Na arquibancada, os torcedores se colocaram em pé para incentivar os atletas e transformaram o Ginásio Municipal em um caldeirão. Atordoado por alguns minutos, o Milan passou a cometer faltas para conter o avanço da equipe de Cruz Alta e logo chegou ao seu limite de infrações. A principal chance para a ACAF evitar a derrota surgiu nos dez segundos finais, quando Fernando tocou a bola com a mão e concedeu um tiro livre. O lance foi desperdiçado por Ademir, que finalizou para fora. Os visitantes, então, apenas aguardaram o término do jogo para comemorar a vitória.

O final de semana marcou para a ACAF, que permanece com 9 pontos ganhos, a quebra da invencibilidade em casa e a saída do G8: os jogos que aconteceram simultaneamente tiraram a equipe de Cruz Alta pela primeira da zona de classificação para a segunda fase do Estadual Série Prata. O próximo confronto do áureo-cerúleo será no próximo sábado (1º), contra o Sapucaiense em Sapucaia do Sul.